O Google tem o compromisso de promover a igualdade racial para as comunidades negras. Saiba como.

Primeiros passos com o Firebase Crashlytics

Neste guia de início rápido, descrevemos como configurar o Firebase Crashlytics no seu app com o SDK do Firebase Crashlytics para que você possa receber relatórios de erros abrangentes no Console do Firebase.

Antes de começar

  1. Adicione o Firebase ao seu projeto do iOS, caso ainda não tenha feito. Se você não tiver um aplicativo para iOS, faça o download de um aplicativo de amostra.

  2. Opcional: para ver métricas de falhas, como usuários sem falhas, navegações estruturais e eventos personalizados, ative o Google Analytics no seu projeto do Firebase.

    1. Se o projeto atual do Firebase não tiver o Google Analytics ativado, faça a ativação na guia Integrações das suas > Configurações do projeto.

      Se estiver criando um novo projeto do Firebase, ative o Google Analytics durante o fluxo de trabalho de criação do projeto.

    2. Por fim, no console do Google Analytics, ative o compartilhamento de dados na guia Administrador > Configurações da conta > Configurações de compartilhamento de dados.

      Para projetos mais antigos do Firebase, pode ser necessário ativar o compartilhamento de dados na guia Integrações das suas > Configurações do projeto (no Console do Firebase).

Etapa 1: configurar o Crashlytics no Console do Firebase

  1. Clique em Crashlytics no painel de navegação à esquerda do Console do Firebase.

  2. Se o projeto do Firebase tiver vários apps registrados nele, selecione aquele que você acabou de adicionar no menu suspenso ao lado da opção Crashlytics na barra superior do Console.

  3. Clique em Ativar Crashlytics.

Etapa 2: adicionar o Firebase Crashlytics ao seu app

  1. Abra o podfile que você criou em seu projeto do Firebase e adicione o pod FirebaseCrashlytics. Para uma experiência ideal com o Firebase Crashlytics, recomendamos ativar o Google Analytics no seu projeto. Para isso, adicione também o pod do Firebase para o Analytics ao seu app. Certifique-se de adicionar o Google Analytics versão 6.3.1 ou posterior para conseguir usuários e navegação estrutural em tempo real e sem falhas.

    pod 'Firebase/Crashlytics'
    
    # Recommended: Add the Firebase pod for Google Analytics
    pod 'Firebase/Analytics'
    
  2. Instale os pods e abra novamente o arquivo .xcworkspace para ver o projeto no Xcode:

    pod install
    open your-project.xcworkspace
    
  3. Importe o módulo do Firebase no UIApplicationDelegate:

    Swift

    import Firebase

    Objective-C

    @import Firebase;
  4. Configure uma instância compartilhada do FirebaseApp, normalmente no método application:didFinishLaunchingWithOptions: do seu app:

    Swift

      // Use the Firebase library to configure APIs.
      FirebaseApp.configure()
      

    Objective-C

      // Use the Firebase library to configure APIs.
      [FIRApp configure];
      
  5. Recompile o app.

Etapa 3: inicializar o Crashlytics

Para inicializar o Crashlytics, adicione um script de execução à fase de criação do seu projeto. O script de execução permite que o Xcode faça o upload automático do arquivo dSYM do projeto sempre que o app falhar. Assim, o Crashlytics pode gerar relatórios de erros automaticamente.

  1. Abra seu projeto no Xcode e selecione o arquivo do projeto no navegador à esquerda.

  2. Na lista suspensa Selecionar um projeto ou destino, selecione o destino da versão principal.

  3. Selecione Criar fases e clique em > Nova fase de execução do script.

  4. Expanda a nova seção Executar script exibida. No campo de script (localizado no campo Shell), adicione um novo script de execução:

    "${PODS_ROOT}/FirebaseCrashlytics/run"
  5. Adicione o local dSYM do seu app como um arquivo de entrada que permite ao Crashlytics gerar automaticamente dSYMs para apps grandes com mais rapidez. Exemplo:

    ${DWARF_DSYM_FOLDER_PATH}/${DWARF_DSYM_FILE_NAME}/Contents/Resources/DWARF/${TARGET_NAME}
    

    Também é possível fornecer o local Info.plist criado do seu app no campo Arquivos de entrada da fase de criação:

    $(SRCROOT)/$(BUILT_PRODUCTS_DIR)/$(INFOPLIST_PATH)

Depois de adicionar o SDK ao app, o Crashlytics automaticamente passa a detectar e coletar relatórios de erros.

Etapa 4: executar seu projeto

Por fim, execute o app. Os registros do dispositivo mostram a verificação do Firebase confirmando que a inicialização foi concluída.

Próximos passos